Como Lidar Se o Seu Colega É Dando-Lhe o Ombro Frio

É uma triste verdade de que o bullying é um fenômeno bastante comum. Agora, um novo estudo está trazendo outra ofensa que você não ouve falar de como, muitas vezes, mas que pode estar acontecendo com mais freqüência: local de trabalho ostracismo, ou de serem excluídos no trabalho.

Em uma série de três estudos, dada a 95, de 1.300, e 1.048 participantes, respectivamente, os pesquisadores tomaram uma olhada de perto trabalhadores experiências com o assédio e o ostracismo. No primeiro dos estudos, os pesquisadores aprenderam que, no geral, os empregados encontram ostracismo a ser menos psicologicamente prejudicial, mais socialmente aceitável, e menos provável de ser uma empresa não-não de bullying.

MAIS:O Caminho CERTO para Lidar Com um Colega Tóxico

Veja, a coisa sobre o ostracismo é que ele é inativo. “É difícil definir com precisão”, diz o estudo de co-autor, Sandra L. Robinson, professor da Sauder School of Business na University of British Columbia. “É a ausência de comportamento.” Se alguém não incluir você em uma reunião de brainstorming, que a pessoa não está fazendo algo para você, então é ambígua: ela Estava dando-lhe o ombro frio, ou que ela não significam nada por ele? O assédio, por outro lado, é bastante ativo: não Há dúvida de que alguém que está gritando na sua cara está fazendo isso intencionalmente.

Mas tem outra coisa: Mesmo que as pessoas pensam ostracismo não é tão prejudicial quanto o bullying, esta nova pesquisa descobriu exatamente o oposto. No segundo e terceiro estudos, os pesquisadores pediram a perguntas, de modo a determinar se os participantes tinham experiência de ostracismo ou de assédio, bem como aprender sobre outros aspectos de seus trabalhos e suas vidas. O que os pesquisadores descobriram: “o Ostracismo é associado com mais problemas de saúde, menor afetivo comprometimento e satisfação no trabalho, e maior psicológicos de abstinência e de intenções para sair acima e além daqueles explicado pelos efeitos do assédio”, escreveram os autores do estudo na revista da Organização da Ciência.

MAIS: A Maneira mais Fácil de Sentir-se Mais Satisfeito Com Seu Trabalho

Na verdade, o terceiro estudo descobriu que os participantes que relataram ser discriminado foram mais propensos a deixar suas empresas, dentro de três anos, em comparação com os participantes que relataram ser assediado. Isso pode ter a ver com uma grande diferença, os pesquisadores descobriram que entre o ostracismo e o assédio: seus efeitos variáveis sobre um funcionário do sentido de pertença no trabalho. Essencialmente, o ostracismo tinha uma forma muito mais negativa. “Sendo assediado, embora, certamente, ameaçador e doloroso, no entanto, ainda transmite que exista, e é digno de algum sociais de atenção e esforço, mesmo se este a atenção e o esforço é no sentido negativo,” escrevem os autores do estudo. “Ostracismo, por outro lado, os sinais de que um é tão sem importância para os outros para ser indigno da atenção e esforço.”

Caramba. E no segundo estudo, os participantes relataram ser banido mais vezes do que o assediado nos últimos seis meses. Então o que você deve fazer se você sentir que você está sendo discriminado por alguém do trabalho? Robinson sugere a falar com essa pessoa (e a obtenção de um gestor envolvidos, se necessário). Ela recomenda explicando o que você percebe estar acontecendo e como isso faz você se sentir. O ostracizer pode negar que, com certeza, mas ela também pode dizer que ela não tinha idéia de que ela estava fazendo você se sentir deixado de fora e, em seguida, pedir desculpas. Você nunca saberá até que você iniciar uma conversa.

Tudo isso, claro, não quer dizer que o bullying não é um problema. É enorme. Mas, assim como muitas vezes as empresas têm regras contra o assédio (como deveriam), o estudo de autores insistem organizações de tomar medidas para evitar o ostracismo, também. “Espero que este estudo vai começar a levar as pessoas a falar mais sobre ela e reconhecê-lo como o abuso”, diz Robinson.

MAIS:7 Maneiras para Ser mais Feliz e mais Saudável no Trabalho

Leave a Reply